EUROPA

EUROPA
Descobrindo o "Antigo Continente"

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

LONDRES

Londres

A conquista do leste
Na virada do milênio, Londres já tinha reinventado a margem sul do Tâmisa, que foi transformada num sensacional turistódromo ancorado pela roda-gigante London Eye (southbanklondon.com). Pois agora, a exemplo de Berlim, Londres partiu para retomar sua porção leste. East London, a região londrina que começa logo depois do centro fi nanceiro (a City), tornou-se o lugar onde as coisas estão acontecendo; por lá será armado o circo das Olimpíadas de 2012. A cidade continua caríssima, mas nos resta um consolo: a libra levou um grande tombo diante do dólar - com isso, a moeda britânica continua valendo em reais praticamente o mesmo que antes da nossa crise cambial.

Oyster A passagem avulsa de metrô custa inacreditáveis 4 libras. Com o cartão magnético Oyster, porém, o máximo que você paga são 6,70 libras por dia (nas zonas 1 e 2). O cartão custa 3 libras, e você carrega com o valor que quiser. tfl.gov.uk/oyster.

Na faixa! O alto custo de vida é compensado pelo fato de todos os museus públicos serem de graça. As filas são raras; você pode pensar nos museus como parques culturais, programando pit-stops nas suas andanças.

B&B ou BBB? O jeito menos caro de dormir em Londres é ficando num bed & breakfast (londonbandb.com). Mas há alternativas boas, bonitas e (quase) baratas. A melhor rede inglesa de hotéis econômicos é a Premier Inn (premierinn.com; diárias desde £ 90; Cc: A, D, M, V). O Premier Inn Kensington fica numa quadra residencial; o Premier Inn Euston é bom para quem chega pela estação St. Pancras. Um meio-termo entre hotel e flat, o moderninho Base 2 Stay (base2stay.com; diárias desde £ 81; Cc: A, M, V) é
muito disputado. Em East London, o Hoxton (hoxtonhotels.com; diárias desde £ 60; Cc: A, D, M, V) faz a linha design-hotel com preços camaradas.

Vai alugar? Bloomsbury tem ótima localização central. Kensington, Knightsbridge, Chelsea e Notting Hill são agradabilíssimos. nyhabitat.com/london e holiday-rentals.co.uk.

Enjoy Para fazer sua libra render à mesa, aproveite as excelentes redes de restaurantes que atuam na cidade. A Busaba Eathai (106 Wardour Street, Soho, 0871-2... ; Cc: A, M, V) tem cardápio oriental criativo. A Belgo Centraal (50 Earlham Street, Covent Garden , 0871-2... ; Cc: A, D, M, V) serve moules et frites (mexilhões e fritas) que não fariam feio em Bruxelas. Para experimentar a comida de um celebrity chef, vá ao Fifteen (15 Westland Place, 0871-3... ; Cc: A, M, V), do astro de TV Jamie Oliver; o menu de almoço tem três pratos por 25 libras. Quer fazer um roteiro de pubs históricos? O pubs.com ajuda a encontrar 164 deles. À noite, não fique só pelo Soho e por Covent Garden; aventurese também por East London. Os bares do hotel Hoxton (81 Great Eastern Street, 0871-7550-1000; Cc: A, D, M, V) e do restaurante Smiths of Smithfield (67 Charterhouse Street, 0871-7251-7950; Cc: A, D, M, V), em Clerkenwell, são bons pontos de partida.

Economia de mercado Os mercados londrinos são sempre um programaço. O Borough Market (5ª 11h/17h, 6ª 12h/18h, sáb 9h/16h; metrô London Bridge), de alimentos, é ponto de foodies. O mercado de Portobello Road (sáb 4h/16h para as antiguidades, metrô Notting Hill Gate) é o mais pitoresco. Domingo é dia de ir ao mercado de flores de Columbia Road (dom 8h/14h; metrô Old Street), continuando a pé até o mercado de moda de Spitalfields (dom 9h/17h; metrô Liverpool Street) e de lá à muvuca de Brick Lane para almoçar num paquistanês.

Bate-volta O trem leva facilmente às cidades universitárias de Cambridge (a 50 minutos) e Oxford (a uma hora); às termas romanas de Bath (uma hora e meia) e à praia baladeira de Brighton (1h10). Para ir a Stonehenge, é melhor pegar um passeio em grupo.

Seguindo viagem Se você se anima a dirigir na mão inglesa, tanto a Irlanda quanto a Escócia dão viagens de carro de uma semana interessantíssimas. Voe até Dublin ou vá de trem a Edimburgo e alugue o carro depois da terceira noite.

Nenhum comentário: