EUROPA

EUROPA
Descobrindo o "Antigo Continente"

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

MARCHE

Sabe-se que a Itália tem o patrimônio artístico-cultural mais rico do mundo. Não só isso: os seus bens culturais não se encontram unicamente nas grandes cidades artísticas, mas estão espalhados por todo o território nacional como em nenhum outro país. Marche é uma região em que uma natureza rica e variada com o mar Adriáticoe sua costa plana e arenosa, interrompida por íngremes rochedos; a harmoniosa paisagem agrária com suas suaves colinas; as grutas profundas e misteriosas; as áreas naturais protegidas é enriquecida por cidades, palácios, edifícios religiosos quase sempre de alto valor arquitetônico e artístico. É o caso do Duomo de Ancona, a capital da região, importante porto do Adriático,ou da catedral de Pesaro. Em Urbino, o Palácio Ducal é um testemunho impressionante da grandiosidade do Renascimento. É um pecado imperdoável achar-se durante o verão em Macerata e não reservar um lugar no majestoso Sferisterio, para assistir a um espetáculo teatral ou musical. Em Ascoli Piceno, a combinação de arquiteturas medievais e renascentistas (S.Francesco, Loggia dei Mercanti, Piazza del Popolo, etc.) prende a atenção até mesmo do visitante mais distraído. Mas em quase todas as cidades das Marche, há autênticos tesouros artísticos. Como Recanati, cidade natal do mais amado dos poetas italianos de todos os tempos: Giacomo Leopardi (1798-1837).É difícil não ficar emocionado ao visitar o palácio onde o poeta viveu. Uma emoção que, num sentido diferente, também sente o visitante da Santa Casa em Loreto, meta de grandes peregrinações. Fazem parte das Marche as províncias: Ancona, Ascoli Piceno, Macerata, Pesaro e Urbino Fermo.

Nenhum comentário: