EUROPA

EUROPA
Descobrindo o "Antigo Continente"

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

MAIS SOBRE PARIS - POR DENTRO DE MARAIS


Le Marais é um bairro da cidade de Paris, que abrange parte do 3º e 4º arrondissements, situado na zona direita, ou norte, do Rio Sena. É um bairro histórico, e frequentado pela nobreza até finais do século XIX.

Atualmente é uma zona turística, marcada pela presença judaica, desde o final do século XIX e por gente descolada, sem contar que para mim, o Marais é o bairro mais tipicamente parisiense de todos.

Inúmeros hoteis particuliers, galerias de arte, cafés estilosos e lojas de grife se espalham ao redor do bairro, que fica ao leste da romana rue St-Martin e da rue du Renard.
O Marais é a região favorita para a caminhada aos domingos, já que muitas lojas ficam abertas – mas, se vier durante a semana, aumentam as chances de andar pelos lindos pátios. A rue des Francs-Bourgeois, onde ficam casas impressionantes e lojas originais, é a espinha dorsal do Marais e fica mais aristocrata quando deixa para trás as lojas de roupa da rue Rambuteau. Duas das mais refinadas residências do século 18 são o Hôtel d'Albret (número 31), que vira casa de concertos de jazz durante festival Paris quartier d'été, e o palaciano Hôtel de Soubise (número 60), dos arquivos nacionais.

A movimentada rue du Temple, outrora a rua que levava à igreja dos Templários, está cheia de surpresas. Perto da rue de Rivoli, a Latina é especialista em cinema latinoamericano e tem bailes de tango no andar superior. No número 41, uma arcada leva à antiga Aigle d'Or, hoje o caféthéâtre Café de la Gare.No final da rue du Temple e nas ruas ao redor, como a rue des Gravilliers, na área da antiga Chinatown de Paris, há muitas lojas de bijuteria, bolsas e atacadistas.


Fachada de loja na Rue du Temple, no Marais

As galerias de arte contemporânea, como a Yvon Lambert, estão escondidas nos elegantes hôtels particuliers. Para comer, vá até a rue de Bretagne, no chique Chez Omar , famoso pelo cuscuz, e no Marché des Enfants-Rouges, um dos mercados mais antigos da cidade – fundado em 1615 como orfanato, onde as crianças usavam uniforme vermelho.

A maravilhosa Place des Vosges e o Museu Picasso também ficam no Marais

E por último, dou a dica da Brasserie Bofinger, uma das mais chics de Paris e bem no coração do Marais(5 rue de la Bastille, metrô Bastille). Avise a sua amiga que adooora Nova Iorque que não foi a Bofinger que copiou o Balthazar de N.Y e sim o contrário...

Super belle èpoque, a Brasserie Bofinger tem nos cardápios alguns autógrafos de gente que já passou por lá. Tipo Madonna e Sir Sean Connery... Tá bom pra você?

Nenhum comentário: